1.12.11

GENTE DE NOSSA TERRA: NIVALDO KRÜGER

Por Fernanda Bessani de Camargo

 
Nivaldo Krüger nasceu em Canoinhas, Santa Catarina, veio morar em Guarapuava com sua família na adolescência. Fotógrafo, historiador, pesquisador, escritor. Suas obras relatam a história de nossa região, por meio de um olhar catarinense, mas de um coração paranaense e, sobretudo, guarapuavano.
Seu Nivaldo, figura  importante para nossa cidade e estado. De 1958 a 1962, foi vereador. E, em 1964, foi prefeito de Guarapuava, cargo que ocupou durante três mandatos.
Dentre seus feitos como homem público, está a fundação da Associação Comercial e Industrial de Guarapuava (ACIG), em 1964. E a fundação da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), em 1974.
Mas sua carreira política não parou por aí. De 1964 a 1973, Nivaldo Krüger, exerceu a função de Deputado Estadual e de 1979 a 1982 foi Deputado Federal. Além de assumir os cargos de Senador pelo estado do Paraná, ser presidente da Sanepar e da Paraná Ambiental.
Krüger é autor de vários livros que retratam a história do Paraná, entre eles estão as suas duas obras mais recentes, A Primeira República, que é resultado de vários anos de pesquisas feitas pelo autor e relata a ocupação do estado pelos jesuítas e como esse fator influenciou e contribuiu para a arte, cultura e para os aspectos econômicos do Paraná. A obra Guarapuava Fases Históricas Ciclos Econômicos registra a história da nossa cidade através de datas marcantes e de seu desenvolvimento econômico.
Seu Nivaldo contribui para a formação da nossa História e fazendo, bem mais que uma vez, jus aos seus títulos de Cidadão Honorário do Paraná e Cidadão Benemérito Municipalista do Paraná.   
            Nivaldo Krüger é “Gente de nossa Terra”!

2 comentários:

  1. Nivaldo, bom dia!
    Me passe teu telefone ou email
    Abraços Vigando

    ResponderExcluir
  2. Nivaldo,

    meu pai Hans Jorgen Boyskov, dinamarquês foi pioneiro em Guarapuava em 1947, estivemos na prefeitura nos anos 80 conversando com o Senhor, gostaria de entrar em contato, se possível, mas não sei como, pois estou escrendo a história daquela época.

    Agradeço informações.

    Anita Boyskov

    ResponderExcluir

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |