Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

Operadores ecológicos: amigos do meio ambiente

A geração total de resíduos sólidos urbanos, comumente chamados por lixo urbano no Brasil em 2014 foi de aproximadamente 78,6 milhões de toneladas, segundo pesquisa Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais). De acordo com os dados, representa um aumento de 2,9% em relação, índice superior à taxa de crescimento populacional no país no período, que foi de 0,9%. Na região sul do Brasil, há a finalidade correta em 84,7% do lixo. Os responsáveis por isso, em grande número, foram empresas públicas de limpezas, a conscientização de pessoas e os catadores de material reciclável. Uma pesquisa do Ipea (Instituto de pesquisa econômico aplicada) publicada em 2013, mostrou que no Brasil existem mais de 387.500 operadores ecológicos. Mais de 58 milhões deles estão no Sul. Os operadores têm grande importância na preservação do meio ambiente, pois de modo geral, eles atuam nas atividades de coleta, triagem e comercialização dos resíduos reutilizáveis e recicl…

Youtubers em Guarapuava

Por Carlos SouzaNos últimos anos uma plataforma que vem se destacando na internet é o Youtube. E lá tem de tudo, desde vídeos virais, que são aqueles que tudo mundo acaba assistindo e dando risada, tem vídeos falando de filmes, de jogos, de política, economia, enfim, qualquer conteúdo tem no YouTube. Não é à toa que essa moda de produzir conteúdo nesse site tem feito tanto sucesso, afinal, além do retorno financeiro que você receber, você está passando alguma informação ou entretendo seu público. E os guarapuavanos não marcaram bobeira e também estão lá, falando sua vida, sobre a academia e também de games. A Julia Justus que está no terceiro ano de Publicidade e Propaganda da Unicentro faz um conteúdo com dicas sobre cabelo, sobre suas séries favoritas, dicas de Snapchat e etc. Ela se inspira em Youtubers como a Kéfera, que tem cerca de 8 milhões de inscritos no seu canal. “ No meu canal eu penso assim: O que eu gosto de ver? Aí eu faço o vídeo e se eu vejo que é interessante e também…

O que é a cultura do estupro?

Numa rápida pesquisa na internet, é fácil de encontrar pessoas se posicionando contra a existência de uma “cultura do estupro”. Alguns posicionamentos colocam essa ideia como um “terrorismo psicológico do feminismo”, ou, ainda, como simplesmente uma fantasia da esquerda brasileira. Será mesmo?             Estadão: “Brasil tem 1 denúncia de violência contra a mulher a cada 7 minutos”. G1: “Médico detido, suspeito de estupros, tem prisão revogada em Valadares”. G1: “Mulher é encontrada morta com sinais de abuso sexual em Araras”. Diário de Maringá: “Mulher é estuprada ao lado do filho bebê em São João do Ivaí”.  Estadão: “Suspeito de estupro coletivo...”. Veja: “Justiça determina soltura de suspeito de estupro no Rio”. Uol: “Veja quem são os suspeito de estupro coletivo contra adolescente no Rio”. G1: “Polícia Civil investiga suposto estupro de menina de quatro anos em Vilhena”             - Se formos pensar que cultura são todos os hábitos do nosso cotidiano, essas atitudes q…
SORVETE DE CHIMARRÃOPor Carlos Souza
O Chimarrão é uma iguaria típica do Rio Grande do Sul, mas que conquistou a região sul do Brasil inteira e até o spaíses com que fazemos fronteira. Essa erva é presente na rotina de muitas pessoas. Seja na escola, no trabalho ou em casa não pode faltar a garrafa térmica cheia de água com o mate ao lado.
Essa bebida é originariamente tomada quente, há algumas exceções e pessoas que bebem fria, mas são raras. A Chaiane Leutner, que é formada em gastronomia teve uma ideia diferente para usar o mate e pensou em fazer um sorvete de Chimarrão diet, mas tudo isso por uma causa nobre. “A ideia foi criar um sorvete para pacientes renais de uma Clinica de Hemodiálise da cidade de Guarapuava, os mesmos tem restrição a vários tipos de alimentos, incluindo os líquidos. Através de uma pesquisa feita com a nutricionista da clinica estudada, foram coletadas informações referentes às restrições, hábitos e preferências alimentares dos pacientes.”  Explica Chaiane.
 De a…

Marcos Bebici deixa seu nome na história da música guarapuavana

“Hoje eu não tenho nada, mas nunca deixei de fazer o que quis”, diz o músico.
Por Douglas Kuspiosz

            Simples. Essa palavra o define. Entrevistei-o em seu estúdio, alguns metros de sua casa. Sempre sereno, com o violão em seu colo, tocava alguns acordes para tentar lembrar do artista que falara alguns segundos antes. “Inofensiva meu amor... Como é? Ah, Antônio Carlos e Jocaff!”, dizia ao lembrar dos músicos. Marcos sempre foi apaixonado pela música brasileira. Em sua casa, com uma música de Chico Buarque tocando ao fundo, não hesita ao citar Elis Regina como a maior voz feminina do Brasil. “Para mim, no Brasil, a Gal Costa é a quinta melhor cantora. A primeira, segunda, terceira e quarta é a Elis.”             Sua identidade musical surgiu aos poucos. Sempre gostou de música popular. “Assim como hoje, na época tinha cantores pops, e eu gostava de cantar isso”, fala, mas, não hesita ao criticar a música pop atual. “Ivete Sangalo, por exemplo, eu acho um lixo”.             Marcos…

Sobremesa de inverno: pudim de pinhão

Pudim de pinhão, criado pela gastrônoma Chaiane Leutner
    A gastronomia é um meio que expressa cultura. Não vista apenas como alimento, a comida revela um modo e um estilo de um grupo, de uma região, assim como seus hábitos e costumes, a origem de quem a aprecia. Quem mora no sul do Brasil, certamente, ouve falar dele desde criança e come todo inverno: o pinhão. Muito tradicional na região, principalmente no Paraná, ele é, hoje, uma marca da culinária local.    Famoso pelo seu sabor, a semente da araucária é versátil na cozinha, utilizada em preparações simples, como o pinhão cozido ou assado, e também em receitas mais elaboradas. Uma das dicas para aproveitar a semente no inverno é o pudim de pinhão, criado pela gastrônoma Chaiane Leutner. Entre os variados pratos, Chaiane, que se formou no início do ano, conta porque escolheu criar uma sobremesa diferente: “Era um trabalho da faculdade em que tínhamos que escolher um prato para ser preparado. Eu escolhi o pinhão porque é um ingred…