Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

De Guarapuava para o Mundo?

O Judô é uma arte marcial criada no Japão em 1882 com o objetivo de formar uma técnica de defesa pessoal, além de desenvolver o físico, espírito  e mente. A arte marcial chegou ao Brasil em 1922, no período da imigração japonesa. 90 anos depois o esporte não é muito popular entre os brasileiros, mas, mesmo assim o país já revelou vários talentos. A jovem guarapuavana Alexia de Lima de 17 anos idade, vem se destacando no cenário esportivo. A estudante de Educação Física da UNICENTRO é uma colecionadora de medalhas. Neste ultimo mês de Julho Alexia, foi campeã dos jogos universitários do Paraná na categoria até 70Kg. Durante seus 8 anos dedicados ao Judô também conquistou o título de campeã paranaense na categoria meio pesado até 78 Kg. Nos próximos meses, a judoca ira participar do campeonato brasileiro nas categorias Sub-20 e Sub-23e também das Olimpíadas Universitárias. O campeonato brasileiro Sub-20 acontece no mês de agosto em Cuiabá-MT, o Sub-23, também em agosto, será no Rio de J…

Educação: solução para as mazelas sociais

Níncia Cecília Ribas Borges Teixeira

A vida é dura e só sobrevivem os mais aptos. É preciso ter uma boa educação. Rubem Alves





      A Educação deveria ser prioridade em todos os níveis, pois um povo educado é um povo que tem discernimento, se ele pensa diminuem consideravelmente a pobreza, a ignorância , a violência...
Programas de combate à fome, à pobreza, à violência só terão eficácia se houver investimento em Educação. Atitudes paternalistas mascaram a real situação, são ações inócuas que não atingem o cerne da questão. O que se deveria fazer é garantir o acesso à educação básica, porque é nessa fase que se começa, segundo Gilberto Dimenstein, a derrota educacional.
Sabe-se que o futuro deve ser construído hoje, agora, projetos que são destinados a mudar a feição de uma Nação não podem ser efetivados a curto prazo, pois só servirão com marketing político.
Por outro lado, é necessário, também, que a educação possua qualidade, não se pode pensar em escolas como “depósitos” de crianç…
Paradoxos da Modernidade: tecnologia X analfabetismo

                                                                  Nincia Cecilia Ribas Borges Teixeira

A modernidade é construída dicotomicamente, pois ao lado de um progresso material impressionante, de descobertas e inovações tecnológicas, grande parte da população do globo permanece no mais completo estado de subdesenvolvimento e abandono, ao qual se pode acrescentar os efeitos perversos da globalização da economia e do mercado, geradores de uma nova forma de exclusão social, representada pela multidão de desempregados e famintos. Isso gera uma situação de angústia e perplexidade frente ao que se vê, embora se tente descrever e compreender o fenômeno, é difícil encontrar uma solução que transforme essa realidade.
A sociedade moderna é regida por novos comandos, por uma tecnociência computadorizada que invade o espaço pessoal substituindo livros por microcomputadores e, assistindo a tudo isso não se sabe onde se pode aportar. No e…