2.11.12

Uma amostra de que arte não exige idade



Geyssica Reis


 Há quem diga que a arte e a história exigem maturidade e experiência, mas Jonathan Spadra é uma exceção, com apenas 15 anos de idade, já realiza exposições com obras de autoria própria, que buscam contar a história do Egito.

Durante todo o mês de outubro,  no Centro Cultural Iracema Trinco Ribeiro, Jonathan expôs aproximadamente 150 peças, entre esculturas e pinturas. Elas buscavam retratar a crença que os egípcios tinham na imortalidade. Foi incrível também, observar que Jonathan se preocupou com os mínimos detalhes, climatizando o ambiente, com iluminação, incensos, música, transmitindo toda a magia e o mistério que os egípcios sempre possuíram.


Jonathan conta que desde os 8 anos de idade começou a se interessar pelo Egito, buscava todas as informações possíveis nos livros. Ao colecionar peças, ele diz que observava que elas não eram tão reais e então,  começou a produzi-las, ele ressalta que respeita cores, tamanhos e detalhes, até mesmo os microfungos. Consegue fazer isso analisando os diversos ângulos das imagens das peças originais. As réplicas são produzidas principalmente com argila, gesso e papel machê, comenta que com o tempo foi descobrindo e adequando as melhores técnicas e materiais.

O garoto mesmo com pouca idade, demonstra ambição e sabe muito bem aonde quer chegar “Eu já comecei a produzir peças para uma nova exposição, mas agora, não somente sobre Egito, serão peças minhas, arte plástica. Quero deixar meu nome na história“, comenta Spadra.

Como a exposição "Egito e a busca pela imortalidade" foi um sucesso, ela foi prorrogada até o dia 18 de novembro. Para quem ainda não apreciou a exposição, o Centro de Artes Iracema Trinco Ribeiro, funciona das 8 às 11:30 horas e das 13 às 18 horas, e está localizado na Rua Marechal Floriano Peixoto, 1399, centro. Mais informações pelo telefone 3623 -1306.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |