25.11.13

A Evolução da Fotografia


Quem é que não se lembra da época em quando tirar fotos era um processo trabalhoso, que demandava a logística de ter que levar o filme para a revelação e ainda ter que torcer para que aquelas fotos não saíssem queimadas?

A fotografia, assim como qualquer outra coisa no mundo, sofreu várias adaptações e mudanças com o passar dos anos, tudo para se tornar cada vez melhor e mais prática, independendo de profissionais para se conseguir bons cliques.

Segundo dados da revista INFO, a cada dois minutos registra-se mais fotos do que a humanidade já produziu durante todo o século 19! São mais de 19 trilhões de fotos já tiradas!

Até chegarmos à foto digital muitas transformações aconteceram ao longo do tempo. E a criação final não pode ser considerada obra de apenas uma pessoa. Diversos sábios e pesquisadores foram somando conceitos até chegar ao que conhecemos hoje como foto. A começar por Leonardo da Vinci por volta de 1558 quando usava a câmera escura, que foi a base da invenção da fotografia, usada para o registro de imagens. Um personagem importante foi Ângelo Sala, em 1604 descobriu que um composto prata ficava escuro quando exposto ao sol.

A fotografia é o processo de obter imagens através da ação da luz. A primeira fotografia de que há registo (a preto e branco) é de 1826 e o seu autor foi o francês Joseph Nicéphore Niépce.

O trabalho de Niépce, que para ele se chamava heliografia (gravura com a luz do sol), não se parecia em nada com as fotografias atuais. A sua fotografia de 1826 é considerada a primeira foto permanente do mundo e foi feita sobre uma placa de estanho, coberta com um derivado de petróleo chamado betume e exposta durante cerca de 8 horas à luz solar.

Nove anos mais tarde, Henry Talbot obteve os primeiros negativos e em 1839 Louis Daguerre divulgou o primeiro processo fotográfico industrial ou se quisermos o percursor da máquina fotográfica – o daguerreotipo.

A técnica foi evoluindo e em 1871 surge à fotografia instantânea que veio revolucionar por completo as expressões artísticas. Até então a pintura era o único processo capaz de imitar a realidade visível como se fosse uma imagem fotografada.

A partir de 1888 é que de fato a fotografia se popularizou surgindo empresas como a Kodak, abrindo portas para que todos pudessem tirar suas fotos com máquinas e os rolos de filme. Primeiramente surgindo em preto e branco e depois os filmes coloridos, com melhorias também na qualidade, no foco e na rapidez da revelação.

Mas a grande transformação na história da fotografia estava por vir no final do século XX com a digitalização. A foto digital superou todas as expectativas reduzindo custo, acelerando a produção, facilitando o armazenamento e visivelmente dando alta qualidade às imagens.


A fotografia digital teve seu primeiro modelo em 1975. Foi construída por Stven J. Sasson, um funcionário da Kodak. O protótipo pesava aproximadamente três quilos, a resolução era somente 0,01 megapixels. A imagem demorava 23 segundos para ser gravada numa fita cassete digital e mais 23 segundos para ser lida e transmitida numa televisão. Hoje, a fotografia digital é uma realidade.

A fotografia tirada com uma câmera digital ou determinados modelos de telefone celular, resulta em um arquivo de computador que pode ser editado, impresso, enviado por e-mail ou armazenado em websites, etc. Dispensa, assim, o processo de revelação, o que revolucionou o mundo fotográfico. 
Por: Diana Pretto

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |