4.6.14

Países na Copa - Bósnia e Herzegovina

            
A Bósnia e Herzegovina é mais um país que surgiu a partir da dissolução da Iugoslávia, após o colapso do comunismo. O país só foi reconhecido em 1992, portanto é o mais novo a disputar a Copa do Mundo de 2014.
            Entre 1992 e 1995, a Bósnia foi palco de um dos mais sangrentos conflitos resultantes da segmentação iugoslava, com cerca de 200 mil mortos e mais 2,5 milhões de refugiados. O conflito aconteceu pela declaração de independência do país, o povo sérvio, contrário a separação, promoveu uma perseguição étnica expulsando grupos rivais de seu território. O conflito só acabou em 1995 graças a intervenção da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte). Esse foi o conflito mais sangrento em solo europeu desde a segunda guerra mundial. Mesmo depois de quase 20 anos do fim do embate, os povos da região ainda possuem uma raiva mortal entre si e frequentemente se enfrentam.
            A principal e maior cidade da Bósnia é sua capital Sarajevo. As mágoas deixadas pela guerra são claras na cidade, o sinal mais visível é a densidade demográfica: em 1991, um ano antes do início do conflito, a população da capital era de quase 830 mil pessoas. Hoje em dia, Sarajevo possui uma população de quase 300 mil.
            A Bósnia e Herzegovina era a mais pobre das repúblicas da antiga Iugoslávia (juntamente com a Macedônia). Depois de sua independência, a situação piorou e muito, apenas em 1998 a economia bósnia começou a melhorar. Atualmente, a Bósnia continua sendo um dos países mais pobres da região dos Balcãs. Mesmo assim, o IDH bósnio é de 0,710, considerado elevado, sendo o 68 melhor do mundo.
            A cultura da região permanece a mesma desde o século X, quando o povo bósnio chegou na região. Algumas influências sérvias e croatas agora fazem parte da Bósnia, devido aos anos de ocupação e a mistura desses povos. Ainda hoje, croatas e sérvios constituem a população do país.

           
Pela primeira vez, a Bósnia e Herzegovina chega a uma Copa do Mundo, em 2010, a seleção bósnia chegou até a repescagem européia, mas não conseguiu a vaga. A seleção está no grupo F, ao lado de Argentina, Nigéria e Irã. O craque e maior esperança do país na copa é o atacante do Manchester City, Edin Dzeko.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |