29.2.16

A beleza tipográfica de Larissa Niczay

Segundo Ribeiro (1998), a escrita surge com o homem primitivo, onde ele dava início aos seus primeiros contatos com a tipografia, por meio de desenhos feitos com paus e pedras, expressando acontecimentos de seu cotidiano.

Nos dias atuais, em plena era digital, onde o computador deixa de lado a letra cursiva que aprendemos na escola, torna-se cada vez mais difícil conhecer a letra das pessoas. Tanto é que em 2015, o movimento digital #ALetraDasPessoas viralizou nas redes sociais para resgatar essa identidade de cada um.

Entre tantas participações, destaca-se a estudante guarapuavana, Larissa Niczay, que faz da escrita a sua arte, a tipografia. A paixão surgiu durante a faculdade e, também, dentro da família com seu pai, Roberto Niczay. Segundo ela, toda a inspiração para o seu trabalho é fruto de uma boa imaginação, além de uma constante busca por referências.

Muitos dos seus trabalhos são encomendas para presentear alguém
Foto: Arquivo Pessoal

Entre as cores, traços e frases que tornam o seu trabalho único e delicado, Larissa revela que música alta é o seu segredo para uma boa concentração na realização de cada novo projeto.


“Acompanho grandes designers, tipógrafos e calígrafos em vários sites e portfólios", comenta Larissa
Foto: Arquivo Pessoal 

A artista faz todo o trabalho manual, aplicando um diferencial em cada traço tipográfico. “Meu sonho é sair pelas ruas desenhando frases bonitas e de motivação em muros ou paredes que perderam a graça com o tempo” finaliza Larissa, que para o futuro só estima continuar desenhando.

Sucesso!

Texto: André Justus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |