10.7.16

Sobremesa de inverno: pudim de pinhão

Pudim de pinhão, criado pela gastrônoma Chaiane Leutner

    A gastronomia é um meio que expressa cultura. Não vista apenas como alimento, a comida revela um modo e um estilo de um grupo, de uma região, assim como seus hábitos e costumes, a origem de quem a aprecia. Quem mora no sul do Brasil, certamente, ouve falar dele desde criança e come todo inverno: o pinhão. Muito tradicional na região, principalmente no Paraná, ele é, hoje, uma marca da culinária local.
   Famoso pelo seu sabor, a semente da araucária é versátil na cozinha, utilizada em preparações simples, como o pinhão cozido ou assado, e também em receitas mais elaboradas. Uma das dicas para aproveitar a semente no inverno é o pudim de pinhão, criado pela gastrônoma Chaiane Leutner. Entre os variados pratos, Chaiane, que se formou no início do ano, conta porque escolheu criar uma sobremesa diferente: “Era um trabalho da faculdade em que tínhamos que escolher um prato para ser preparado. Eu escolhi o pinhão porque é um ingrediente da região sul que aprecio muito. Fiz o pudim para diversificar um pouco dos pratos existentes.”
   A receita é simples, fácil de fazer e não leva muito tempo para ser preparada: 

    Ingredientes
1 xícara de pinhão cozido
1 lata de leite condensado
1 lata de leite
2 ovos
3 colheres de sopa de açúcar

    Modo de preparo
Primeiro, triture os pinhões no liquidificador. Depois, acrescente todos os outros ingredientes, menos o açúcar, e bata novamente. O próximo passo é colocar o açúcar na forma para caramelizar.
Em seguida, coloque a massa do pudim batida no liquidificador no forma caramelizada e cozinhar por 45 minutos em banho-maria com a forma coberta.
Após o cozimento, é só desenformar e levar à geladeira por 30 minutos e, então, o pudim está pronto para ser servido.

Texto: Marina Pierine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |