17.9.11

Cinco anos sem Cavalhadas

O que são Cavalhadas?
As Cavalhadas são representações teatrais com base na tradição européia da Idade Média. Instituídas pela rainha Isabel, de Portugal, motivadas por conflitos religiosos, as Cavalhadas representam a luta entre os cavaleiros vestidos de azul (cristão) ou vermelho (mouros), armados de lanças ou espadas. A nobreza é representada por reis, príncipes, embaixadores, etc... todos muito bem fantasiados com roupa de época. Os outros personagens mascarados representam o povo. As representações duram três dias, sendo que em cada um deles, há uma nova batalha. No final, os cristãos vencem os mouros, que se convertem ao cristianismo.



O que Guarapuava tem a ver com isso?
Guarapuava até pouco tempo sediava esse que era considerado o maior  espetáculo épico do sul brasileiro encenado a céu aberto do Sul do país. Pois é... mas infelizmente a tradição se perdeu. Desde 2006 o município deixou de celebrar esse evento, devido à dividas e a falta de patrocínio. Rita Felchack, uma das coordenadoras das Cavalhadas alega que as pessoas estão sempre questionando se o evento um dia irá voltar. “O que dizemos é que torcemos para que volte”, completa Rita.

Murillo Walter Teixeira, personagem ilustre de Guarapuava também fala sobre o assunto. "As Cavalhadas eram uma maneira de divulgar Guarapuava, mas houve uma inferência nas últimas representações que tiraram a essência do evento. Ele também sente falta da encenação, mas tem uma opinião diferente da de Rita:  "Se a população não está se mobilizando, é porque não acha importante que o evento volte a ser encenado."

Cada qual com sua opinião, a verdade é que as Cavalhadas fazem parte da cultura de Guarapuava. E sempre que uma característica como essa é deixada de lado, um pedacinho da história regional se perde, ou quase morre...

Um comentário:

  1. Embora no Paraná já tivessem ocorridos eventos simulando as cavalhadas em Morretes, Palmas e Lapa, há indícios que foi meu tataravô Domingos Moreira Gamalier, em 1870, quem de fato introduziu as Cavalhadas em Guarapuava. Ele teria encabeçado um movimento pró construção da capela de São Sebastião (proximidades do aeroporto atual) e as cavalhadas seriam motivo para atrair pessoas a constribuirem com tal projeto.
    Rui Morel Carneiro-Guaratuba

    ResponderExcluir

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |