28.9.11

Legalizar o aborto. E aí, você é a favor ou contra?

Essa semana um tópico nos TT's, uma lista em tempo real dos nomes mais postados na rede de relacionamentos Twitter, chamou a atenção dos internautas. A hashtag #legalizaroaborto recebeu muitas críticas e elogios.

E você? É a favor ou contra a legalização do aborto?

Eu, segundo meus conceitos e minha opinião, sou contra. Eis aqui meus motivos: primeiramente, acredito que, legalizando esta prática a irresponsabilidade das pessoas vai ser ainda maior no quesito proteção contra gravidez, pois já que o aborto está legalizado, não faz mal se a menina engravidar. Falaram que seria bom legalizar porque as mulheres parariam de buscar clínicas clandestinas e, assim, poderiam ter sua saúde preservada. E eu questiono novamente: quem busca clínicas clandestinas são as adolescentes/crianças/mulheres que sofreram estupro, que correm risco de vida para com elas ou para com o feto ou quem busca clínicas clandestinas são justamente as meninas e mulheres que não querem, não podem ter ou contar aos pais que estão grávidas?

A lei ampara essas mulheres, crianças ou adolescentes que foram estupradas. Depois de avaliações, levando em conta o risco de vida da mãe, do feto ou de ambos, ela tem o direito de abortar, com profissionais e com segurança. Não precisam de clínicas clandestinas.

Você ainda é a favor da legalização do aborto?

Então, preste bastante atenção nos acontecimentos abaixo:

O pai é asmático, a mãe está tuberculosa. Têm quatro filhos. O primeiro é cego, o segundo é surdo, o terceiro morreu e o quarto tem tuberculose. A mãe está grávida de novo. Você recomendaria o aborto nesta situação?

Um homem branco viola uma menina negra de 13 anos que ficou grávida. Se você fosse o pai desta jovem, recomendaria o aborto?

Uma senhora está grávida; já tem muitos filhos e dois deles morreram, o seu esposo está na guerra e a ela resta pouco tempo de vida. Você recomendaria o aborto a esta senhora?

Um pastor e a sua esposa enfrentam problemas econômicos muito fortes, já têm 14 filhos, são realmente pobres. Considerando a sua extrema indigência, você recomendaria que a mulher abortasse o seu décimo quinto filho?

Uma jovem está grávida; não está casada e o seu noivo não é o pai do bebê que está esperando. Neste caso, você recomendaria que ela abortasse?

Se você respondeu que sim para todas as questões:

No primeiro caso, você teria ajudado a matar um dos músicos mais brilhantes do universo: Beethoven.

No segundo caso, você teria ajudado a matar uma das cantoras negras mais famosas do mundo: Ethel Walters

No terceiro caso, você teria ajudado a matar um homem que foi enviado por Deus para atuar na história da humanidade: Papa João Paulo II

No quarto caso, você teria ajudado a matar um dos grandes pregadores do século passado: John Wesley

E no quinto caso, sabe quem você teria ajudado a matar? Jesus Cristo.

Todos temos direito à vida. Enquanto um aborto acontece numa clínica clandestina, centenas de pais no mundo todo dariam tudo para ter um filho.


5 comentários:

  1. Olá.

    Esse assunto é polêmico, mas acredito que deve ser discutido. As posições sempre serão à favor, por alguns e contrárias, por outros.
    Sou à favor, e acredito que quem deve decidir é a mãe ou os geradores.
    Seus exemplos ficam no "se", relacionadas a pessoas exemplares.
    E "se" a mãe de Nero, Imperador Romano, tivesse abortado?
    E "se" a mãe de Bush (pai) tivesse abortado?
    E "se" a mãe de Hitler tivesse abortado?

    Em alguns casos, como você citou, a lei permite. Mas acredito que fica a maior discussão pelos motivos religiosos.

    Parabéns pela postagem, mas gostaria de lhe provocar:

    - Muitos acreditam ser um crime, por se tratar de um inocente, impossibilitado de se defender.
    - E quando a pessoa decide morrer, como em alguns casos de eutanásia? Você é a favor ou contra?

    Fica o convite para visitar o meu blog:
    http://dadosecki.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pela leitura e por ter comentado!
    Meu objetivo com o texto não era mudar a opinião de quem é a favor, e sim fazer ver o outro lado.
    Em relação a eutanásia, creio que deve-se levar em conta vários fatores. Porém, decidir sobre si é diferente de decidir sobre o outro, como acontece com o aborto.
    Novamente, agradeço a leitura!

    ResponderExcluir
  3. A opinião do Daniel Donato é bastante sensata ... E Hitler, Mussolini,Médici, Mengele, Mao Tse Tung, Stalin, Nero, e tantos e tantos outros seres sanguinarios, criminosos que ajudaram (e ajudam) a dizimar a raça humana ? O aborto é mais que uma discussão calorosa, devemos deixar nossos dogmas e paixões antes de nos entregar a este assunto tao delicado. Julgar alguem de uma posição confortavel parece ser facil. Quais são as razões para uma mae abortar ? O que está realmente oculto diante deste ato ? Miséria ? Cultura ? Má alimentação ? Violencia ? Não sei ao certo ...
    Alexandre Fernando de Sousa
    Enfermeiro \ Guarapuava PR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você Alexandre!Precisamos ampliar nossa visão de mundo, conhecer a realidade por diversos ângulos, para "nos entregar a este assunto".
      Debora Gaya.
      Enfermeira/Florianopolis SC

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |