15.12.11

Aqueles que Guarapuava esqueceu....

(Fernanda Camargo)
Quem nunca reclamou da vida que leva, mesmo tendo uma casa, água encanada, energia elétrica, saneamento básico, asfalto na rua de casa, comida na mesa...
Se a sua vida não é perfeita, mesmo você tendo os quesitos básicos para a sobrevivência, imagine como é a vida daqueles que nem a essas coisas, consideradas simples/básicas, têm acesso.
Essa é a realidade das pessoas que moram no bairro Concórdia em Guarapuava, uma gente esquecida, que vive de favores, de ajuda, de esmola e do que nós jogamos em nossos lixos.
Eu e mais duas amigas fomos até esse bairro, onde tudo falta, gravar um documentário, um lugar onde pessoas vivem em condições desumanas, sem comida, sem esgoto, sem energia, sem amparo...
Por onde passávamos, com nossos equipamentos de filmagem, olhares atentos e curiosos nos seguiam, olhares que se transformavam em perguntas: “Será que se eu der uma entrevista, o prefeito vê e me arruma uma casinha?”
É de cortar o coração e perder as palavras. Impossível responder uma pergunta como essa, vinda de alguém que mora em um barraco todo furado, ao lado da linha do trem, sem comida, sem asfalto, sem energia, sem esgoto...
Vemos todos os dias histórias como essas nas TV’s de nossas casas,  compadecemo-nos com o problema que está  longe, mas não fazemos nada pelos que passam necessidade e que estão aqui. Na frente dos nossos olhos, ao alcance de nossas mãos.
Até quando ficaremos de braços cruzados, vivendo as nossas vidas como se nada estivesse acontecendo?! Enquanto essas pessoas, que estão ali no bairro Concórdia, continuam somente existindo, pois naquelas condições nenhum ser humano consegue viver. No máximo existem... Que neste Natal nosso sentimento de amor pelo próximo aflore e possamos ajudar quem está tão perto...

3 comentários:

  1. Ótimo texto! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. concordo com Michel, ótimo texto. Mas pra ficar perfeito, poderia registrar o que vc fernanda, fez, faz ou vai fazer para mudar essa realidade?

    ResponderExcluir
  3. Meu objetivo como jornalista é informar

    ResponderExcluir

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |