2.1.12

Obras vestibular Unicentro: Contos Machado de Assis

 Níncia Cecília Ribas Borges Teixeira


Características do conto Machadiano
  Visão objetiva e pessimista da vida, do mundo e das pessoas.
  Análise psicológica profunda das contradições humanas na criação de
personagens imprevisíveis, jogando com insinuações em que se misturam
a ingenuidade e a malícia, a sinceridade e a hipocrisia
  Crítica irônica das situações humanas, das relações entre as pessoas e
dos padrões de comportamento. Casamento, família, religião (idéias
burguesas) são envenenados pelo interesse, pelas segundas intenções e
pela malícia.
  Linguagem: estilo conciso, sentenças curtas, equilíbrio entre a linguagem
e o conteúdo. Não se preocupa em descrever fisicamente os ambientes e
os personagens. As descrições prendem-se aos aspectos psicológicos
mais marcantes.
  Citação de autores clássicos e da bíblia (cultura e intertextualidade)
  Infidelidade: é amplamente enfocada e torna-se curioso como Machado de
  Assis prioriza a traição feminina
  Almas agradecidas: Narra a amizade entre Oliveira e Magalhães que permanece após traição, pois Magalhães se casa com Cecilia por quem Oliveira era apaixonado.
  Conto de Escola : Narra o primeiro contato de um menino, Pilar, com a corrupção e a delação.
  Cantiga de Esponsais, conto de Machado de Assis, tem como tema principal a música, o ato da criação musical. Mestre Romão não consegue terminar uma composição pois nçao tem a inspiração necessária.  
  Longe dos olhos: Nessa narrativa não há maiores preocupações com análise psicológicas das personagens, assim como também não se nota a costumeira ironia e ambigüidade de Machado de Assis.
  Carolina: o conto é narrado em terceira pessoa e começa com um diálogo entre Carolina e Lúcia, duas amigas. Carolina conta que se casará com Mendonça, homem rico e bem mais velho que ela, a fim de satisfazer a vontade do pai, que quer ver seu futuro assegurado pela fortuna.
  O Caso da Vara :  narrado em terceira pessoa e tem como personagens, Damião e Sinhá Rita. O moço Damião foge do seminário por não querer seguir carreira eclesiástica  Felicidade pelo casamento: A tese defendida é a de que o ser humano pode obter a superação de seus entraves psicológicos e morais através do amor; e, por fim, de que a felicidade pode ser alcançada pelo casamento desde que haja o entrosamento afetivo e a ação da vontade de ambos os componentes do casal.
  Um apólogo (= alegoria onde animais e coisas falam). Pequena história de vaidade e ciumeira que levam uma agulha e a linha a uma polêmica acalorada cada uma querendo mostrar a sua superioridade sobre a outra.
  A cartomante : História de Vilela, Camilo e Rita envolvidos em um triângulo amoroso
  Missa do Galo: relata o diálogo, numa noite de Natal, entre um jovem e uma senhora casada e traída pelo marido. A história é contada sob a ótica do jovem Nogueira, intrigado com a conversa, ao mesmo tempo banal e misteriosa, envolta num clima de sensualidade. Praticamente nada acontece objetivamente entre os dois, mas o autor parece nos querer dizer que, onde nada acontece, tudo pode estar acontecendo subjetivamente e, para que o percebamos, é preciso apurar os ouvidos e ler nas entrelinhas as marcas do desejo não-explícito.
Palavras chave do conto machadiano:
  Senso de observação;
   pessimismo;
   ironia;
   sensualidade;
  senso de humor com que equilibra o pessimismo são aspectos que se sobressaem na obra machadiana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |