15.3.13

Gente da Nossa Terra: Mauro Biazi

  

Nincia Cecilia Ribas Borges Teixeira 

Por entre passos e cliques, Mauro flana pela ruas de Guarapuava, com sensibilidade que contagia, mostra-nos o lado humano de nossa cidade, como disse Machado de Assis “ Cata o mínimo escondido”.

  A imagem que advém do olhar de Mauro  vai muito além de apenas uma fotografia, podendo significar retratos da alma. Combatente por natureza, também,  utiliza a palavra como arma e escudo, é poeta da rua. Político, na acepção da palavra, busca a igualdade social, mesmo sabendo que ela é utópica. É poeta que utiliza letras e cores para tornar menos opaca a realidade que nos cerca.

A relação de sua poesia- fotografia demonstra que o poema nasce da observação de uma paisagem comum, a de Guarapuava, que ora é amada, ora é questionada. Por entre seus passos, letras e lentes, caminha Mauro-Poeta transformando o real em o sensível-visível.

Que o pensamento do poeta das letras e das cores permaneça iluminando Guarapuava de Hoje e de Amanhã, pois nas imagens poéticas não há morte. “Tin-Tin”, Mauro!!

                                                                 Foto Mauro Biazi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
| Design by Free WordPress Themes and Kurpias| Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes and Kurpias |